Achados com história

Retroceder
TRUCKSTOP

Em busca de vestígios no Arquivo Histórico da MAN

Quem procura material histórico da MAN, acaba por visitar mais cedo ou mais tarde o Arquivo Histórico da MAN. Aqui guardam-se todos os documentos sobre a história da empresa e dos produtos da MAN Truck & Bus.

Instruções de operação antigas e novas, jornais de fábrica, fotografias, prospetos e atas – há cerca de um milhão de documentos no Arquivo Histórico da MAN. Eles avolumam-se nos vários espaços em centenas de metros de estantes que estão repletas de caixas de cartão e capas protetoras até ao teto. Onde, à primeira vista, só parece haver montanhas de documentos poeirentos, um olhar mais atento desvenda verdadeiros tesouros que convidam a um regresso interessante à história dos veículos utilitários. O arquivo e o seu Diretor Henning Stibbe recebem diariamente entre cinco e dez consultas. Os aficionados dos veículos clássicos também o contactam frequentemente, tal como Marek Ciesielski da Polónia. Ele está a restaurar um camião F4 antigo da MAN de 1936 e quis obter informações através do Arquivo Histórico da MAN.

Começa a aventura do F4 

A aventura comum do amante de veículos clássicos e do camião MAN antigo começa já na infância de Marek Ciesielski. “No início dos anos 90 viajava frequentemente pela Alta Silésia com a minha família. Recordo dessa época um grande camião vermelho sobre uma plataforma alta que vi nas imediações. Desde 2011 comecei a trabalhar na região e de vez em quando fazia viagens de bicicleta para locais aleatórios. Para surpresa minha, descobri numa dessa viagens o MAN F4 que ainda permanecia na plataforma. Tal como o recordava de quando era muito menino”.

Em 2013, Marek Ciesielski consegue fazer com que o MAN F4 seja vendido a um museu ferroviário local, onde deve ser restaurado e recuperar a operacionalidade. A partir dessa altura, ele tenta igualmente encontrar mais informações sobre o veículo e a sua pesquisa acaba por levá-lo ao Arquivo Histórico da MAN. “Verificou-se rapidamente que o camião era um de apenas três veículos que ainda restam”, conta Marek Ciesielski.

Especialista em pedidos de pesquisa

Henning Stibbe conhece cada peça individual existente no Arquivo da MAN. Quando assumiu a direção da coleção em 2011, o licenciado em história da arte teve de modernizar todo o acervo. Foi avançando gradualmente e ordenou cada fotografia e cada documento. Mais difícil foi ainda digitalizar todas as fotografias e documentos. Hoje em dia, sabe exatamente onde procurar, quando recebe consultas. Tal como no caso do MAN F4 de Marek Ciesielski: ele encontra as instruções de operação e um catálogo de peças sobressalentes que consegue reencaminhar para o amante de veículos clássicos via link de download. Estes dados ajudam Marek Ciesielski a descobrir que peças do camião ainda se encontram no estado original e que peças foram substituídas na vida longa do veículo.

No encalço da história

“Ainda pouco sabíamos da história do veículo, exceto que foi encontrado após a 2.ª Guerra Mundial em Bytom (em alemão: Beuthen) onde foi utilizado até aos anos 80.” Depois fizemos uma descoberta decisiva: a cabina e a placa com o n.º de identificação do veículo do MAN F4 encontram-se no estado original. Graças aos números de veículo e de motor, o arquivista consegue encontrar a lista de vendas original de 1936 e com ela o primeiro proprietário do camião. Um certo Senhor Frischbutter que possuía uma fábrica de tijolos em Rosenberg (atualmente: Krasnoflotskoje). Ele comprou o MAN do tipo F4 à filial da MAN da altura em Königsberg a 22 de dezembro de 1936. “Há mais de 80 anos”, diz Marek Ciesielski maravilhado. “Provavelmente nunca saberemos o que aconteceu depois e como o MAN F4 chegou à Alta Silésia. Ainda vai levar bastante tempo até o MAN F4 antigo ficar plenamente operacional. Fico muito contente por ter podido saber pelo menos um pouco mais sobre o seu passado com a ajuda do Arquivo MAN.”